domingo, abril 27

abrigo

















o cansaço é tanto que até os ossos me doem de sono. à minha frente viajam três corpos em estado de vulto. não sei de que almas são feitos, mas neste lugar partilhamos a irmandade da locomoção.
todos os viajantes são ulisses, sobretudo nós, os viajantes quotidianos.

chegar ao porto só não é como chegar a ítaca, velho e barbudo.
ninguém nos toma o palácio e a nossa pressa é a mesma de um estrangeiro à procura de abrigo, numa cidade em que a chuva deu a volta ao turismo.

2 comentários:

c. disse...

é sempre um prazer receber sua visita

David F. disse...

esta é pra memorizar ou estampar numa camiseta: "nossa pressa é a mesma de um estrangeiro à procura de abrigo, numa cidade em que a chuva deu a volta ao turismo."

Kantianos